Biotecnologia: Testes Faramacogenéticos chegam ao Brasil - há possibilidades de novas plataformas tecnológicas?

Link para discução: http://lliure.com.br/hub/apm=comunidade/sapm=comunidade/sapm=forum/cmd=1000000071/topico=109
Thiago - 18/02/2013

Olá pessoal,

 

tudo bem?

 

Faço parte da Comunicação de uma empresa brasileira (www.gntechtests.com.br) que trouxe para o pais o que há de mais avançado em diagnósticos para as áreas de Cérebro e Comportamento, Cardiologia e Saúde da Mulher: os Testes Farmacogenéticos. Eles fazem o cruzamento de informações genéticas com a interação medicamentosa individualmente nos pacientes nos Estados Unidos. O Brasil é o segundo no mundo a receber essa tecnologia.

Allém de ser um dos pioneiros no Projeto Genoma Humano, o Dr. Leroy Wood foi quem criou plataformas para \"traduzir\" os testes, que são hoje considaderas o ponto máximo da Genética mundial.

Penso que poderíamos nos juntar e bater um papo de como andam as pesquisas por aqui e quais tipos de plataformas tecnologias seriam necessárias para entrarmos nesse mercado, ainda pouco comentado por aqui.

 

Alguém tem interesse de um papo coletivo?

 

Abs.,

Thiago Ermano

Treissy Emanuelly Lima - 08/03/2013

É inegável que avanços no tratamentos de doenças com ao auxílio da  farmacogenética é deslumbrante. Digamos que precisamos de divulgação da existência da farmacogenética, ja que a area da farmacogenética ainda é pouco conhecida no país, sendo a maioria dos conhecedores pessoas que trabalham na área e tendo em vista que é necessário o conhecimento da população geral para que possa vender um \"processo\" de diagnóstico e tratamento como esse. Já que profissionais capacitados para trabalhar na área estão sendo formados, inclusive, um biotecnologista se encaixaria muito bem nessa area de trabalho/pesquisa. E empresas como a GnTech estão se instalando no país.

Marcus Rafael - 09/03/2013

Conheço alguns pesquisadores que se interessam na área de farmacogenética. Eu, inclusive, sou estudante de biotecnologia.

Muito bom saber que há uma empresa nessa área, até então não sabia. Fico feliz em saber que a GnTech ambicione contato com profissionais de biotecnologia. Garanto que há biotecnologistas que possam promover um bom papo com a empresa e profissionais que buscam formação para atuar, inclusive, nessa área. Espero que seja viável a divulgação de serviços da GnTech, que seria positivo tanto para a sociedade como para a própria empresa, pois muitos nem sabem os benefícios de um serviço desse tipo, ou sabem mas não têm a quem contratar.

Poderia nos dar mais informações sobre a empresa? A GnTech tem interesse em atuar em outras regiões brasileiras que não Sul/Sudeste?

Thiago - 10/03/2013

Oi Marcus e Treissy,

comentei sobre a GnTech Tests porque percebo que não existem outras tecnologias para dar suporte a serviços diagnósticos, por exemplo Não falo em nome deles. Falo em meu nome, em busca de profissionais (técnicos/cientistas) que possam disuctir a possibilidade de proudots os serviços tecnológicos que podem tornar-se em produtos/serviços úteis à área de Biotecnologia.

Se tiverem interesse em pensar em algo, me acionem. Sou empreendedor e tenho interesse em \"prever\" serviços que serão úteis à ciência.

Abs.

Mikael - 16/07/2013

Thiago,

Trabalho no Centro Tecnológico da Universidade Federal de Viçosa (http://www.centev.ufv.br/). Prestamos serviços de prospecção tecnológica por aqui e frequentemente buscamos conectar empresas e pesquisadores através de parcerias para transferência de tecnologia ou inovação aberta.


Pessoalmente, sou da área de Bioquímica, mas ando muito imerso em assuntos sobre Negócios e Modelagem de Negócios, por isso ando discutindo pouco sobre biotecnologias atualmente.

De qualquer forma, se você, ou algum de vocês do grupo, tiverem interesse em parcerias universidade-empresa com a UFV estou a disposição. Temos grandes competencias na área de Biotecnologia, Ciências Agrárias, Tecnologias de Alimentos, dentre outras...

Meus contatos são
mikael.soares@ufv.br
https://www.facebook.com/mikaelmenezes
http://br.linkedin.com/in/mikaelsoares

Abraços!

Quase todos direitos reservados a Newsmade
Newsmade