Teve, tem ou terá uma empresa de games um dia? Porque?

Link para discução: http://lliure.com.br/hub/apm=comunidade/sapm=comunidade/sapm=forum/cmd=21349/topico=27
Juliano - 18/01/2013

O mercado de games nacional realmente vale a pena? O risco de abrir uma empresa compensa? Compartilhe aqui sua primeira impressao e comente...

Eric - 18/01/2013

Mercado de Games, no meu ponto de vista, é complicado. Hoje todo mundo está se focando em mobile app...não?

José Luiz - 18/01/2013

Bom, os impostos e tarifas que existem hoje no mercado brasileiro tornam essa tarefa bem mais difícil do que deveria ser... De qualquer forma sou um eterno otimista e sei que existe uma oportunidade gigantesca a ser explorada no em nosso mercado.

Cabe à cada um dos interessados unirem forças a movimentos que já estão em marcha de briga e fomento à essa importante indústria.

 

 

Juliano - 19/01/2013

Esse e\' exatamente o ponto. Quando falamos de mercado de games, a primeira coisa que pensamos e\' no hardcore market. Videogames e projetos AAA. Mercado de games pode ser  focado so\' em projetos mobile (Tablet, Celular, Ultrabook) ou mesmo no processo de gamificacao. Olhando assim, expandimos as possibilidades dos desafios de abrir uma empresa no Brasil e tudo mais. So\' assim eu consegui criar e manter uma empresa de games no Brasil por mais de 10 anos...

 

 

Fabio - 04/02/2013

CasualGames, Ou então, SocialGames, tendem a ter um mercado mais promissor em nosso pais do que jogos de grande porte. Ao menos no mercado atual até que mude, é o mais promissor!

MARCUS - 04/02/2013

asd

Gabriel - 06/02/2013

Eu concordo com o Fábio, os gamers casuais são uma boa idéia, tedo em vista que a maioria das pessoas estão sempre ocupadas, trabalhando, estudando e etc. Mas ultimamente tenho jogado em meu smartphone um RPG do ps1 (com a ajuda de um emulador) e para salvar o jogo tem um memory card virtual no qual eu salvo no cartão de memória do celular e tenho um outro emulador no PC que lê o mesmo tipo de arquivo e em casa posso jogar de onde parei enquanto esperava o ônibus ou estava no intervalo da faculdade. Ou seja, a interetividade entre despositivos pode ajudar e muito um \"viciado\"em gamers.

Juliano - 12/02/2013

Se considerarmos as maiores empresas de games nacionais encontramos duas tendências vencedoras. Casual Games e Serious Games.

Vejam o caso da empresa Hive (Casual), Oniria (Serious) e a Jynx (Casual) por exemplo. Todas empresas com projetos e movimentação de recursos na faixa dos milhões bem como com mais de 8 anos de vida.

 

 

Quase todos direitos reservados a Newsmade
Newsmade