GIT iniciando e trabalhando com versionamento

O Jeison Frasson escreveu (ou copiou) isso no dia 10/02/2016 Voltar

Que tal aprender um basico e util do Git? Por várias vezes procurei por conteúdos completos sobre git, e para ser honesto sempre encontrava muito conteudo pela metade, aqui vou tentar ser o mais completo e simples para facilitar as vida de novos aventureiros nessa arte.

Entendendo o GIT

Na minha forma de trabalho o git funciona em dois ambientes no local (meu computador) e no remoto (GIThub), sendo assim eu trabalho no local e atualizo o remoto conforme vejo que o que fiz já pode ser considerar uma nova versão (ou correção claro).
E como diria meu parceiro (Jack) vamos por partes, antes de mais nada Baixe e instale o GIT por favor.

Configurando meu ambientes

O primeiro passo é dizer que a sua pasta de trabalho ira trabalhar com versionamento (no caso GIT) isso varia conforme o seu sistema operacional mas normalmente basta clicar com o botão direito na pasta desejada e clicar em "GIT bash here", caso você não tenha essa opção inicie o GIT bash pelo seu disparador de programas, pode ser pelo iniciar, encontrando ele na pasta, usando o alt+f2 se vira campião.

Caso você abriu sem ser através da pasta você terá que navegar até a pasta deseja, use o "cd" igual no cmd ou no terminal okays.

Bom, agora sim com o tal bash aberto e na pasta desejada rode o seguinte comando

> git init


se retornar uma mensagem assim "Initialized empty Git repository in /home/Jeison/tutoriais/teste/.git/" ou parecida deu certo

Uma dica que dou é iniciar já tendo em mente que vai utilizar um servidor remoto também, para que assim já faça a configuração, por que se tiver que fazer depois que já estiver trabalhando no local vai ter que sincronizar e a ultima vez que tive que fazer isso me deu trabalho, mas vou explicar como fiz (maneira porca de fazer).

Adicionando servidor remoto

No GIT você poderá ter mais de um servidor remoto logo você dará apelidos a ele, e toda vez que for se referenciar a ele use o tal apelido. Como e 90% dos casos só terá um servidor remoro é usual utilizar o apelido "origin" para esse remoto em questão.

O comando para isso é:

> git remote add origin https://github.com/lliure/lliure.git

Explicando
remote = quer dizer que está se referenciando ao remoto
add = funcção para adicionar um registro
origin = apelido do servidor em questão
https://github.com/lliure/lliure.git = endereço do servidor

Para ver quais servidores estão adicionados utilize

> git remote -v

Para remover utilize a função "remove" da seguinte forma

> git remote remove origin

Bem simples né!

Outra forma de fazer isso e como honestamente eu prefiro (Quando seu ambiente local está vazio) é usar a função "clone" essa forma toda base de informações que estiver no servidor remoto virá para o seu local, para utilizar é assim:

> git clone https://github.com/lliure/lliure.git

Porem essa função cria a pasta de trabalho também então volte um nivel ai no seu GIT bash eim

Pull e Push ou Download e Upload

No GIT você "Puxa" e "Empurra" arquivos para o servidor remoto, é aconcelhavel que sempre antes de trabahar você puxe os arquivos do remoto para se ambiente local para assim trabalhar com seus arquivos atualizados, vai que você apagou algo sem querer ou outra pessoa fez atualizações... em fim, melhor previnir que remediar.

> git pull origin master

Normalmente o comando acima fará isso para você caso todas configurações sejam as basicas no caso do lliure atual ficaria assim

> git pull origin 7

Viu a diferença? E esse 7 ai... vou te explicar
Pull = puxar (ou seja baixar)
origin = sim, é o apelido do servidor
7 ou master = Branch (Ramificação ou versão)

Esse tal branch você pode usar da forma que lhe for conveniente eu gosto de utilizar ele para separar minha versões no caso ali seria o lliure 7 (não uso para correções e bug, então vale para 7.0, 7.1 ...)

Para enviar para o servidor remoto temos um trabalhinho a mais que dois comandos resolvem, mas vou explicar o que são.

Primeiramente vamos entender os passos, o primeiro é adicinar a uma lista quais arquivos foram atualizados/criados/apagados. Entenda assim você fez alterações o Git precisa saber o que você mudou entendeu, você pode fazer isso arquivo por aquivo detalhando especificamente o que acontece em cada caso ou tudo de uma vez só.

> git add -A

add = adicionar (na lista)
-A = tudo (novos, modificados e excluidos)

Ou seja, na tal lista você inclui quais arquivos serão apagados, quais serão criados e quais vão ser ataulizados... por que isso?
É bem simples, o git faz uma cópia de todos seus arquivos para ele, sim isso fica na pasta .git dentro do seu projeto. Então quando você usa o add nada mais é que dizer para ele quais arquivos você vai mexer dentro dessa pasta sacou.

O proximo passo é "finalizar" nossa lista e processar ela.

> git commit  -m "versão 5.5"

commit = Fechar/Processar lista
-m "versão 5.5" = Descrição do commit (eu gosto de utilizar o numero da versão com digito de correção 5.5, 5.6, 5.7...)


Agora sim o que nos resta a fazer é "empurrar" para o remoto

> git push origin master

push = enviar/empurrar
origin = apelido do servidor
master = branch (expliquei no pull o que éo branch)

Basicamente com o que passei aqui já da para se divertir horas e horas no git, então se liga que é horas da revisão

- Entre na pasta e abra o git Bash

> git init
> git git remote add origin https://seuservidor
> git pull origin master

- altere os arquivos conforme deseja

> git add -A
> git commit -a -m "comentário"
> git push origin master

- altere os arquivos conforme deseja

> git add -A
> git commit -a -m "comentário do segundo commit"
> git push origin master

 

Pronto para trabahar com Branchs?

Trabalhar com Branchs é bem simples, basicamente é você dar nomes a suas ramificações, com o comando branch em si você só lista renomeia e apaga branchs (isso claro de uma forma superficial, que já é o bastante para nossas ações)

Comandos basicos do branch

> git branch 

Assim você lista suas branchs

> git branch -a

Com o -a você lista todas a branchs inclusive as do servidor remoto e esse é o pulo do gato XD

> git brach -d nome_da_branch

Use dessa forma para apagar uma branch

Ok, entendi mas como crio essas coisas? Bem simples o comando para criar e alternar pelas branchs é o checkout

> git checkout 8

Nesse caso ira alterar a branch atual para a "8" e caso ela não existir ela será criada, apartir desse comando todos os commits serão dessa branch.

Imagine que sua branch anterior for a "7" então você realiza varias e varias modificações depois do checkout, fez os commits e tudo mais, caso queria retornar para a "versão" anterior utilize:

> git checkout 7

Assim alternara da branch atual para a "7"

Depois é só copiar ou mudar o que precisar e voltar para a "8" ou fazer o que bem entender, apenas lembre-se quando fazer o push de mostrar em qual branch vai fazer as alterações

Ex:

> git checkout 7

- Faz as alterações que quiser

> git add -A
> git commit -a -m "comentário commit"
> git push origin 7


Sim você pode alterar no master, mas dessa forma seu servidor remoto ficaria diferente do local e honestamente não sei se é tão válido isso.

E caso no seu servidor remoto tenha branchs que não estão no local bastar fazer assim:

> git checkout -b origin/8

-b = força o download
origin = apelido do servidor remoto
8 = branch no servidor remoto

Com esse tutorial você consegue trabalhar sossegado com o tal GIT, claro que ainda tem muuuuita coisa sobre GIT mas não será tão necessária no seu primeiro contato e nem será dependendo do seu uso, qualquer dúvida pergunte ai nos comentários, não sou um expert no assunto mas pode ser que consiga ajudar.

Comentar

Quase todos direitos reservados a Newsmade
GIT iniciando e trabalhando com versionamento | Newsmade